Capital humano e intelectual: saiba a diferença!

Sim, eles são diferentes. O capital humano não é o intelectual, embora em algum momento se misturem. 

O humano é formado por pessoas, enquanto grande parte do intelectual está incluso no humano. 

Um pouco confuso, não? É Claro que não. 

Entenda! 

O capital humano

Ele é a soma dos valores da cultura, das experiências… 

Ou seja, ele é o grupo de noções e práticas, e o perfil de um profissional que, unidos, o formam.  

Em primeiro lugar, é o maior investimento que uma empresa pode ter. 

Mesmo com o avanço da ciência, só o ser humano pode levar uma organização ao sucesso. 

Do mesmo modo, apenas seres humanos são capazes de traçar metas e objetivos. 

Inclusive, colocar cada plano em ação para que tudo tenha êxito. 

O capital humano possui três importantes pilares: o conhecimento, a prática e o emocional. 

Quando todos caminham juntos e de forma sábia, tudo funciona com precisão e rapidez. 

O capital intelectual

Ele é a união dos valores, do saber dos funcionários, com os recursos da informação que uma empresa tem. 

Dessa forma, cria-se metas para crescer o número de clientes ou aprimorar os produtos e serviços e assim, poder gerar um lucro maior.

Não se pode medir o capital intelectual.

Ele faz parte dos bens que não se consegue tocar em uma empresa, desde que existam meios para ser como tal. 

Se une a três partes básicas, são elas: 

O capital humano: Inclui o saber, a prática, o funcionário e a relação com a empresa. 

Por exemplo: a ética no ambiente de trabalho. 

Capital externo: está ligado aos investidores, clientes, fornecedores, do mesmo modo que visa todos os demais assuntos, incluindo os meios para crescer. 

Um bom exemplo é um cliente satisfeito, a reputação da empresa, uma boa prestação de serviços… 

Capital interno: se compõe pelos dados de análise, políticas internas, metas e objetivos.  

Ou seja, se existe qualidade e organização, o capital interno tem meios de oferecer um trabalho superior. 

O diferencial do capital humano.

O que faz a diferença em qualquer organização, seja ela pública ou privada, são as pessoas que trabalham ali. 

Nós já sabemos que ele é um conjunto do know how que um funcionário possui e que agrega valor à empresa. 

O emocional é importante tanto quanto o conhecimento. 

Conduta, relacionamento com os demais membros da equipe e inclusive de outros setores, como a chefia. 

Estímulo e produção em ordem também contam bastante. 

Para se ter um capital humano ímpar, inove nas suas ações internas. 

Invista não somente em treinamentos, mas em sistemas que possam facilitar o dia a dia de todos. 

Reconheça cada funcionário, seja claro em seus pedidos e, acima de tudo, dê valor a cada pessoa ao seu lado. 

E não se esqueça de manter o seu setor de RH atual e apto. 

Na Geovitcória, você consegue aliar a melhor tecnologia para benefício do seu capital humano de forma eficaz e amigável. 

Tenha uma equipe diferenciada, saiba como

👋 Junte-se à nossa conversa!

Compartilhe o artigo e deixe sua opinião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.