Produtividade

8 mudanças impostas pela pandemia que você precisa reconhecer

A estrutura das empresas está passando por diversas alterações positivas e negativas. Conheça 8 principais mudanças impostas pela pandemia

Subscribe

mudanças impostas pela pandemia Não é de hoje que as empresas estão em fase de adaptação a mudanças no trabalho. A partir das dificuldades ocasionadas pelo isolamento social diante da pandemia de Covid-19, modelos e conceitos chegam potencializando a uma nova sociedade. Em primeiro momento, o medo tomou conta da maioria das pessoas, o que gera a seguinte pergunta: como sobreviver às mudanças impostas pela pandemia? Negócios fechados, funcionários afastados e faturamentos em declínio e sem confiança no futuro, com isso, as contratações foram interrompidas e, consequentemente, começou uma onda de demissões.  A pandemia de Covid-19 mudou bruscamente a rotina em todo o país. Impôs-se uma série de obstáculos, até mesmo reinvenção nos negócios. Adaptações foram necessárias para a sobrevivência das organizações em diferentes segmentos. O fato é que ninguém passou por esse período inabalado. Mas como isso tem ocorrido na prática? Neste texto você vai saber como sobreviver às mudanças impostas pela pandemia tanto no ambiente profissional como de cunho pessoal. Confira!

Quais são as maiores mudanças na pandemia?

1. Uso de ferramentas virtuais

Hoje o cenário é outro. Ainda que bastante afetadas, aos poucos as empresas descobrem maneiras de seguir adiante. Há, inclusive, quem tenha se reinventado e esteja agora colhendo os frutos da tal capacidade de fazer do limão uma limonada. O fato é que muitos setores acabaram antecipando o que, cedo ou tarde, seria inevitável. O ensino à distância, a telemedicina, a difusão das reuniões virtuais e o próprio home office são alguns exemplos de situações que já engatinhavam no Brasil, mas estavam um pouco mais desenvolvidas em outros países. As vantagens podem ser percebidas em algumas empresas que retomaram as suas atividades de cara nova. 

2. Fortalecimento do modelo home office

Como vimos rapidamente, o home office faz parte das mudanças impostas pela pandemia. O trabalho remoto tornou-se a saída para seguir as atividades que antes não necessitavam constantemente da relação presencial. De forma gradual, algumas empresas funcionam no modelo híbrido. 

3. Organização de trabalho

Em razão do aumento da taxa de desemprego, as instituições precisam reformular estratégias para manter o fluxo de produtividade dos funcionários. Isso significa semanas mais curtas ou compartilhamento de atividades para reduzir a possibilidade de folgas em períodos com menos funcionários.

4. Demanda por qualificação

Um tipo de adaptação a mudanças no trabalho está no aumento da demanda para profissionais qualificados que, porventura, terão seus salários também em processo evolutivo. Nesse sentido, a desigualdade entre os mais e menos competentes se perpetua em vista de profissionais com renda superior poderem optar pelo sistema remoto, enquanto os demais continuarão em deslocamento até as sedes das organizações.

5. Lidar com a gestão de tempo

O modelo home office exige maior responsabilidade comparada ao ambiente de trabalho, isso porque fatores pessoais afetam a rotina profissional. Por conta disso, é importante organizar o gerenciamento de tempo, respeitando os horários de reuniões agendadas e de outros compromissos para não perder o fluxo próprio e dos demais integrantes da equipe. No entanto, não esqueça de planejar seu momento de lazer, como almoço, café da tarde e outras formas de repouso para descansar a mente.

6. Contratação de funcionários de outras localidades

Com o trabalho realizado satisfatoriamente à distância, as empresas puderam perceber que não é mais necessário todos os colaboradores residirem na mesma cidade, estado ou país. Há casos em que é possível valorizar o currículo, a experiência e o perfil de um candidato deixando de lado o comprovante de residência.

7. Menos deslocamentos, mais qualidade de vida

Com a possibilidade do trabalho remoto, chegou a hora de tornar os hábitos mais saudáveis. O tempo, antes gasto com o deslocamento para o escritório, hoje pode ser utilizado em lazer, atividade física ou para aumentar o convívio com a família. Isso sem falar nos benefícios quando a opção for residir fora dos grandes centros urbanos, e longe dos congestionamentos e da poluição.  

8. Colaborador ideal

Com o leque de oportunidades, agora é possível ter acesso a candidatos antes inalcançáveis. Mas como escolher o colaborador ideal entre tantas opções? O primeiro passo é determinar quais valores são priorizados na empresa, como, por exemplo: a autonomia, a proatividade ou a criatividade, ou quais as características não desejáveis. Esses princípios merecem discussão com aqueles que já integram a equipe, e não apenas entre a diretoria, pois é a partir do entrosamento de todos que fortalece o sucesso da empresa.  Outra atitude importante é divulgar as iniciativas positivas realizadas pela instituição. Não se trata de autopromoção, mas sim de qualificar os integrantes por conta da produtividade e, assim, mostrar-lhes o seu valor na empresa. Para quem deseja entrar nessa jornada, vale ressaltar investir na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU). Trata-se de um plano de ação criado em 2015 conjuntamente pelos 193 Estados-membros da ONU, voltado para as pessoas, o planeta e a prosperidade, onde o intuito é consolidar a paz universal. No plano são descritos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os ODS, e 169 metas para erradicar a pobreza e promover vida digna para todos nos limites do planeta. Na Agenda 2030 há conceitos que podem ser adotados tanto por governos, como pela sociedade em geral, por empresas e inclusive individualmente. A adoção de ações desse nível deve ser comunicada dentro e fora da empresa. Desmistificar a diversidade e engrandecer o sexo feminino como liderança nas equipes são alguns fatores essenciais para incentivar outras empresas a seguir o mesmo ramo.

Como a GeoVictoria pode ajudar nas mudanças impostas pela pandemia?

A adaptação a mudanças no trabalho pode demorar no primeiro momento, por isso, a GeoVictoria pode dar uma mãozinha e ajudar na otimização das horas dos funcionários. No formato presencial, a empresa conta com um sistema especializado no controle de entrada e saída dos funcionários com soluções em biometria e de reconhecimento facial. Ela também oferece um serviço online de registro de ponto, controle de acesso e gestão 100% integrada com o setor de Recursos Humanos. Além disso, a operação se ajusta com as características do seu negócio, sendo de fácil implementação e com registro em tempo real em uma plataforma web. Quer contratar um sistema de controle de horários e fortalecer a pontualidade no trabalho? Aqui, na GeoVictoria, temos a solução para você. Fale com a nossa equipe e saiba mais.

Artículos Similares